17 agosto 2012

Quantos e quais pincéis eu preciso ter? Parte I Face

Olá!

Sem dúvida o assunto pincéis gera muita dúvida na mulherada, eu mesmo sofri até descobrir de quantos pinceis eu precisava pra fazer uma boa maquiagem. Depois de comprar vários pinceis de marcas e preços variados descobri que precisava de apenas poucos para "sobreviver"

Começando pelos pinceis de face, na minha opinião são necessários apenas três, podendo incluir mais um para aplicação de corretivo. Hoje vou falar apenas da face; no próximo post falo dos pinceis de olhos.

1. Base

Na minha experiência com pincéis de base cheguei a conclusão que o melhor e mais prático é o pincel no estilo flat top (o da foto é daqueles que vem da china). Existem várias opções desse tipo de pincel, neste post dei a dica de um pincel da Prada BBB, mais ainda tem comparações da Sigma e Coastal Scents.

Indico tanto o Prada quanto o Costal que são os dois que eu tenho e adoro; particularmente não tive coragem de me jogar no tão famoso F80 da sigma pelo preço e taxas de importação.

O flat top é um bom picel porque aplica produto em uma grande área do rosto e esfuma muito bem a base deixando o acabamento natural. Ele também pode ser usado para aplicar pó (inclusive uso um), só que o pincel de base deve ter cerdas sintéticas (sempre) e o pincel de pó cerdas naturais; então um flat top sintético para base e um natural para pó ok?

Ainda existem duas outras opções de pincel de base, o lingua de gato e o duo fibre. Abaixo vou falar um pouco mais sobre eles:





O pincel lingua de gato é achatado de cerdas compridas e sintéticas. É tradicional e bem fácil de encontrar em lojas de cosméticos e em muitas marcas de maquiagem, também é barato e útil.

Não elegi ele como o pincel de base favorito por dois pontos; primeiro que o acabamento da base não fica perfeito, ele deixa uns rastros e riscos conforme vai espalhando a base. Outro ponto é o tamanho que geralmente é pequeno e causa uma demora para espalhar e aplicar uniformemente o produto sobre todo o rosto. 

Eu tenho alguns pinceis desse estilo e uso, mais pra quem vai ter apenas um pincel de base a melhor opção não é este.

O pincel duo fibre é o queridinho de muita gente para aplicar base. Ele se chama duo fibre justamente por ter dois tipos de cerdas; a natural (no caso a preta) e a sintética (branca). Esse tipo de pincel agrada muita gente porque proporciona um acabamento natural na aplicação de qualquer tipo de produto, seja base, pó, blush, iluminador ou bronzer.

Ele é um bom  pincel para se ter, mais apesar disso não é meu favorito por um motivo. Ele é muito molengo, quando na aplicação ele se "reganha" todo e isso não me agrada muito, gosto mais de pinceis firmes.

Ele tmabém não é muito facil de encontrar, pouquíssimas marcas nacionais tem pinceis duo fibres de verdade, o preço também não é dos mais acessíveis; é um bom pincel mais não é essencial.

2. Pó

O pincel de pó deve ser grande, fofo e de cerdas naturais, o de cerdas sintéticas tende a pegar mais produto e manchar.

É importante um pincel de pó porque ele aplica de forma suave e esfumando o produto. Por muito tempo eu usei pó com esponja, mais essa opção deixa o pó super carregado, o que não é ideal para uma maquiagem "perfeita".

Não tem muito segredo, apenas que seja de cerdas naturais; é de fácil acesso e quase todas as marcas de maquiagem possuem esse produto

3. Blush

Se eu pudesse escolher apenas um pincel seria o de blush; consigo aplicar base com os dedos, pó com esponja; mais blush em pó PRECISA ser aplicado com pincel. Talvez com o blush líquido cremoso seja dispensável o uso de pincel, mas para o blush em pó (que é o mais comum) é estritamente necessário

Assim como o pincel de pó, o de blush tem que ser de cerdas naturais. É bem fácil de encontra esse tipo de pincel, mais existe uma variação no corte das cerdas de acordo com a marca/modelo do produto.

Dentre os tipos que eu testei, dois cortes na minha opinião são os mais adequados para aplicação do blush. O primeiro é meio que novidade pra mim, o pincel de blush chanfrado.




Ele é interessante porque aplica o blush de uma forma mais controlada, uma coisa importante que é necessário ter em mente é que o pincel de blush tem que ser pequeno; é claro que não muito pequeno, mais é melhor muito pequeno do que muito grande.

O blush deve ser aplicado aos poucos, construindo cores e camadas, e NUNCA, nunca deve ser marcado ou exagerado, e um pincel pequeno e com o corte diagonal pode ajudar. No blush uma dica é MENOS É MAIS!

O outro modelo de pincel de blush é o achatado, também pelo mesmo motivo, aplica menos produto de uma vez



É um pincel de blush pequeno, mais que me agrada bastante; como eu disse é ideal porque aplica menos produto... eu não gosto de pincel de blush gordão porque aplica na bochecha toda de uma só vez, e definitivamente isso não é natural né...

4. Corretivo

Esse tipo de pincel é opcional, eu particularmente aplico corretivo com os dedos, mais talvez algumas pessoas não gostem. Eu não uso e não gosto porque é muito pequeno



Ele é bom para corrigir áreas específicas, mais para corrigir as olheiras mesmo da muito trabalho, porque o pincel é bem pequeno mesmo. Quando quero aplicar corretivo com pincel eu uso o lingua de gato ou o pincel da prada que é um flat top menorzinho.

Emfim, pra mim são necessários apenas três pinceis, um de base flat top, um de pó e um de blush pequeno. Para o de base eu indico o da Prada, pra quem costuma fazer encomendas internacionais o da Coastal é uma boa opção. O pincel de blush eu indico o chanfrado da Sigma, sei que é difícil comprar (e também é caro), mais eu nunca conheci um nacional bom substituto (quem conhecer deixa aí nos comentários), mais o ideal é que seja pequeno e de cerdas naturais; e finalmente o de pó qualquer um grande e de cerdas naturais, o meu favorito é o da Sigma(idem o de blush)

Espero que tenham gostado, logo eu volto com os pinceis de olhos!

Beijos


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Adoro quando vocês comentam! Irei responder todos os comentários, por isso voltem aqui para conferir a resposta!
Beijos